Pedal MED com interface

Uma tendência desta área da tecnologia médico hospitalar é a busca por interfaces simples e padronizadas

Em praticamente todas as unidades de produção, em cada laboratório e hospital os pedais de comando asseguram com que máquinas e equipamentos sejam operados de maneira confiável, mesmo quando os respectivos operadores, no verdadeiro sentido do texto, estejam com as mãos totalmente ocupadas. Inicialmente tratava-se de operações simples de comutação cuja atuação ocorria através de uma simples interrupção, entretanto o usuário se tornou mais exigente e os recursos disponibilizados alcançaram uma abrangência bem mais ampla: a steute desenvolve e produz, por exemplo, nos pedais estão integrados interruptores basculantes e “Joypads” através dos quais também é possível comandar procedimentos mais complexos.

Outra tendência nesta área da tecnologia de comando é a busca por interfaces padronizadas e simples. Para atender esta demanda a steute desenvolveu pedais, que se comunicam com seus respectivos equipamentos, através da tecnologia “wireless”, ou seja, sem fios. Novo neste contexto é a possibilidade da conexão múltipla: os pedais podem ser equipados com uma interface USB que transmite os sinais do pedal a computadores convencionais. Assim é viabilizada a leitura / introdução em de até 8 entradas digitais e 3 entradas analógicas.

 

Sem problemas de integração

A nova interface pode ser integrada, em praticamente todos os pedais constantes no programa da steute – inclusive naqueles que incorporam vários sistemas de comutação e diferentes funções de operação. A pedido, a steute amplia as funções da placa USB de acordo com as especificações do cliente. O circuito (placa) USB pode ser integrada em praticamente todos os pedais steute. Momentaneamente é possível ler (integrar) de até 8 entradas digitais e 3 entradas analógicas e assim transmitir os sinais diretamente a um PC. Nossa placa (circuito impresso) é compatível com USB 2.0. Ampliação das funções é possível após a respectiva adequação da placa. Outras interfaces que a steute poderá implementar, sob consulta do cliente, são por ex.: RS 232, RS 485 e “CAN-BUS”.

A integração USB oferece vantagens, por exemplo, quando as informações transmitidas também devem ser visualizadas. Desta maneira é possível, por exemplo, visualizar na tela do PC o posicionamento de um pedal ou “Joypad”, ou seja, visualizar o status operacional do mecanismo comutador utilizando-se um sistema de visualização.

Assim é aumentada a transparência e o operador e pessoal são informados sobre as funções ativadas no equipamento. Este recurso, importante para a segurança operacional, permite evitar a execução de atuações indevidas ou erradas. A interface USB apresenta a vantagem de se estar usando um equipamento padronizado que integra qualquer PC moderno.

Interfaces disponíveis:

  • USB
  • RS 232
  • RS 485
  • CAN-BUS
  • . . .